Visitante n°

2587968
Hoje
Ontem
Nesta Semana
Neste mês
Total
145
194
1719
13309
2587968

Conselho

CONSELHOS DE COMUNIDADES ECLESIAIS:

 

 

SÃO PAULO (MATRIZ):sexta-feira do mês – 19h30.

SÃO MARCOS (PONTA DO FAROL):quarta-feira do mês 19h.

SÃO LUÍS (CALHAU): 3ª terça- feira do mês -19h30.

 

CONSELHO ECONÔMICO PAROQUIAL:

Pároco, Ecônomo (Matriz) Tesoureiros das Comunidades Eclesiais – 2ª- Terça - feira do mês ás 15h na Matriz.

 

 

CONSELHO PAROQUIAL:

Pároco, Coordenador de Pastorais, Ecônomo, Presidentes e Vices dos Conselhos Comunitários - De dois em dois meses - 20h – Calhau

 

 

CONSELHO PASTORAL:

Pároco, Coordenador e Vice Geral de Pastoral, Coordenadores de Pastorais/Grupos /Movimentos. 3º sábado do mês. Às 15h

 

Clique AQUI para abrir o organograma da Paróquia - é necessário o PowerPoint, quando abrir, tecle "ENTER" para começar a apresentação e mudar de slides.

 

Diretrizes para os conselhos


“Paróquia é uma determinada comunidade de fiéis, constituída estavelmente na Igreja particular, e seu cuidado pastoral é confiado ao pároco como seu pastor próprio, sob a autoridade do bispo diocesano.”(Cân. 515)


A Paróquia São Paulo apóstolo é formada por três comunidades eclesiais: São Paulo (Matriz); São Luís rei de França e São Marcos. Cada uma dela será animada por um conselho: CONSELHO ECLESIAL COMUNITÁRIO.

 

O conselho paroquial é consultivo (cf. Cân. 536)

 

Conselho Paroquial

 

1- O conselho paroquial é uma assessoria do pároco, como principal instância.

2- Cuidará do que diz respeito a parte administrativa e pastoral.

3- Os membros são: os coordenadores e vices de cada comunidade; o coordenador de pastoral e o vice e o ecônomo.

4- O mandato do conselho é de dois anos.

5- O conselho paroquial se reunirá bimestralmente, podendo o pároco, se houver necessidade, convocar outra extraordinariamente.

6- Será sempre presidida pelo pároco.

7- Será eleito pelo grupo um secretário, o qual se encarregará de lavrar as atas e de preparar, junto ao pároco, a pauta das reuniões.

 

Conselho Econômico

 

1- O conselho econômico será formado pelo ecônomo e pelos tesoureiros das comunidades.

2- O ecônomo será escolhido pelo pároco, podendo ouvir o conselho paroquial.

3- O mandato do conselho será de dois anos.

4- O conselho econômico se reunirá mensalmente.

5- Será eleito pelo grupo um secretário, o qual se encarregará de lavrar as atas e de preparar, junto ao pároco e ao ecônomo, a pauta das reuniões.

6- É tarefa do conselho econômico: cuidar de toda parte administrativa da paróquia; cuidar dos bens imóveis; fazer a prestação de contas, tanto para a paróquia, como para a arquidiocese.

7- Em todas as reuniões, cada tesoureiro apresentará a prestação de contas de sua comunidade, depois de assinada pelo pároco, deverá ser colocada no mural de cada igreja da paróquia.

8- O pároco, juntamente com o ecônomo, deverá está sempre acompanhando a movimentação financeira de cada comunidade

 

Conselho de Pastoral (coordenação de pastoral)

 

1- O conselho pastoral é formado pelo coordenador de pastoral e seu vice, juntamente com todos os coordenadores das diversas pastorais, grupos e movimentos a nível paroquial.

2- O coordenador será escolhido na assembléia paroquial, pelos participantes, e nomeado pelo pároco. O vice será o segundo mais votado. Em caso de desistência, o pároco nomeará outro, podendo antes ouvir o conselho paroquial.

3- O mandato será de dois anos.

4- O conselho pastoral se reunirá mensalmente.

5- Será eleito pelo grupo um secretário, o qual se encarregará de lavrar as atas e de preparar, junto ao coordenador de pastoral, a pauta das reuniões.

6- É tarefa do conselho de pastoral: avaliar a caminhada pastoral, fortalecer sempre mais a pastoral de conjunto e animar sempre mais a vida pastoral da paróquia. Enfim, deverá tratar de todo assunto que se refere a pastoral.

7- Em cada reunião os coordenadores das pastorais específicas, devem apresentar a caminhada da sua pastoral.

8- Em caso de dificuldade em alguma pastoral, o coordenador da mesma deve pedi ajuda ou suporte ao coordenador de pastoral, como a todo conselho. Em caso grave apresentará o problema para o pároco.

9- Tanto o pároco, como o coordenador de pastoral, devem sempre visitar as pastorais, porém não direto para não tirar a liberdade do coordenador.

 

 

Conselho eclesial comunitário

 

1- Cada comunidade deverá ter seu conselho.

2- O conselho será composto: coordenador e vice, secretário e tesoureiro, que serão eleitos previamente pelos membros da comunidade, apresentados e confirmados na Assembléia Paroquial, e nomeados pelo pároco. Além desses farão parte também os coordenadores de pastorais da comunidade. Todos os membros do conselho trabalharão em conjunto, dividindo entre si as responsabilidades na coordenação das atividades pastorais e na direção administrativa da comunidade eclesial.

3- O mandato do conselho será de dois anos.

4- O conselho eclesial comunitário se reunirá mensalmente, para avaliar a caminhada pastoral e administrativa da comunidade eclesial.

5- Em caso de desistência de algum membro, o pároco nomeará outro, podendo ouvir o conselho paroquial.

6- O pároco participará algumas vezes das reuniões do conselho.

7- Compete ao coordenador da comunidade: presidir a reunião do conselho, tendo sempre uma pauta, podendo ser acrescentada pelos outros membros; coordenar as atividades eclesiais da comunidade; visitar e acompanhar as pastorais de sua comunidade e assim conhecendo as mesmas; cuidar da parte administrativa, assim como zelar pelo prédio; participar das reuniões do conselho paroquial, apresentando sempre a caminhada da sua comunidade.

8- Compete ao secretário: lavrar as atas e auxiliar o coordenador na elaboração da pauta; registrar os acontecimentos fortes da comunidade; organizar os arquivos (fotos e textos) e enviar notícias da comunidade para a pastoral da comunicação.

9- Compete ao tesoureiro: cuidar de toda parte financeira; registrar todas as entradas e saídas de dinheiro; arquivar todas as notas; acompanhar a conta bancária; apresentar a prestação de contas mensalmente no conselho econômico e para o pároco, e depois de assinada pelo pároco, assinar e colocar no mural, para apresentar a comunidade; participar mensalmente das reuniões do conselho econômico.

10- Compete aos coordenadores das pastorais: coordenar sua pastoral, procurando sempre dinamiza-la; participar das reuniões do conselho eclesial comunitário, apresentando sempre a caminhada de sua pastoral.

 

 

Coordenação das pastorais específicas

 

1- Cada pastoral a nível paroquial, deverá ter sua coordenação, que será formada pelos coordenadores, daquela pastoral específica, de cada comunidade.

2- Terá um coordenador a nível paroquial da pastoral específica, eleito pelos membros daquela pastoral.

3- O mandato dessa coordenação será de dois anos, assim como o coordenador de cada grupo.

4- A coordenação deverá manter a unidade paroquial daquela pastoral específica.

5- Deverá se reunir mensalmente, para avaliar seu andamento.

6- O coordenador a nível paroquial, deverá acompanhar os grupos das três comunidades, e de vez enquanto realizar reuniões com todos grupos daquela pastoral específica, para manter o entrosamento.